Teh n00b Guide

agosto 1, 2009

O Media Center e Você

Filed under: Multimídia — Tags:, , , , , , , , — leandrokoiti @ 11:11

Navegando pela internet acabei esbarrando em alguns sites com pessoas falando sobre Media Centers mas pra ser sincero nunca dei muita bola, existe até uma versão especial do Windows chamado Windows Media Center feito especialmente para isso, mas mesmo assim nunca consegui entender muito bem a aplicação pra algo do gênero. Se você é assim como eu, vou tentar falar um pouco sobre o que é um Media Center e como ele poderia mudar seu dia-a-dia.

O que é um Media Center?
Bom… como não achei nenhuma definição por aí, vou tentar descrever com as minhas palavras o que é: Basicamente, um Media Center é um conjunto de dispositivos (hardware e software) que permitem que você integre seus aparatos de multimídia de forma centralizada, permitindo que você tenha acesso a filmes, música e fotos de maneira simplificada. Existe uma versão especial do Windows (chamada Windows Media Center) feita exatamente para essa finalidade, e você pode se informar um pouco mais sobre ela aqui, um artigo curto da Wikipedia mas que tem informações também sobre uma solução alternativa ao Windows Media Center.

Por que eu preciso de um Media Center?|
Bom, na verdade você não precisa, ele é mais uma comodidade do que uma necessidade, e, felizmente, você não precisa nem do Windows Media Center para ter o seu Media Center, é claro que sistemas feitos especificamente pra isso facilitam em muito sua vida nesse meio, mas existem muitas outras soluções que eu pretendo explicar.

A vantagem de se ter o Windows Media Center (ou algo sistema feito para gerenciamento multimídia) é que ele foi feito  pensando na pessoa que vai usar o monitor ou a TV com um controle, e que essa pessoa precisa acessar coisas que estão além do próprio PC de forma fácil e normalmente sem um mouse ou um teclado.

Você poderá utilizar um Media Center nas seguintes situações:

  1. Você usa seu computador para ver filmes.
  2. Você usa seu computador para ver filmes e também utiliza uma TV no conjunto como saída alternativa ao monitor principal.
  3. Você usa seu computador para ver filmes, TV e possui um Home Theater.
  4. Você possui um vídeo game de nova geração mas também utiliza seu PC.
  5. Você usa seu computador, uma TV, Home Theater, reprodutores de BD/DVD e vídeo games de nova geração.

Como pode perceber, as situações para aplicação de um Media Center envolvem basicamente seu PC e algum outro meio de reprodução de mídia, se você se encaixa em uma situação similar então pode ser que um Media Center venha a calhar.

(in)Felizmente não existe uma solução única para a criação de um Media Center, como as combinações são quase infinitas você vai precisar de um pouco de entendimento do seu equipamento para poder montar um em sua casa.

Como começar
A primeira coisa é tentar descobrir quem será o “coração” do seu Media Center, normalmente ele irá armazenar filmes, músicas e imagens e distribuirá para todos os clientes. No meu caso, o “coração” do meu Media Center é o próprio computador, que também uso para outras finalidades mas que acabei deixando como servidor de mídia, não só porque eu gravo as coisas diretamente nele, mas porque quando comecei isso tudo, ele era o cara que distribuía a conexão para a internet. Hoje em dia esse computador está ligado em um Switch, este switch está ligado diretamente a um modem ADSL, sendo que no mesmo Switch liguei um roteador Wireless para poder compartilhar a conexão com dispositivos móveis. Além disso, os outros PCs de casa também fornecem suas mídias para que todos possam ter acesso livremente. Ficando mais ou menos assim:

diagram1

É importante que o coração do seu Media Center esteja acessível, pois os outros dispositivos irão se conectar nele para adquirir os arquivos que forem servidos, um roteadorzinho wireless é uma mão na roda, eu uso o TL-WR541G da TP-LINK, nunca me deu problema, o sinal é ótimo aqui em casa (deixei ele na parte da frente de casa, e é possível acessar lá do fundo) e o melhor de tudo: ele é muito barato.

Agora que você já tem um “nó” que distribui informações você precisa descobrir quem vai se conectar a ele, no meu caso, o meu PC está ligado na minha TV e no meu Home Theater, além disso meu vídeo game  está ligado ao Home Theater assim como o receptor da Sky também, o Home Theater então recebe informações tanto do receptor da Sky quanto do Vídeo Game através de HDMI e cabos de fibra óptica e repassa  os dados em HDMI também para a TV para que ela possa reproduzí-los. Algo assim:

diagram2

O Media Center
Analisando o gráfico anterior você pode perceber que posso reproduzir audio/video vindo do meu PC, do meu vídeo game e do meu receptor da Sky na minha TV e reproduzir audio no meu Home Theater. O maior problema é que se eu quiser ver um filme, eu preciso ir no PC, procurar o filme, ligar ele, jogar para o segundo monitor (TV) e aí ir pra cama assistir, isso é chato quando você quer ver um filme na sua TV, sem contar que dependendo da placa de som você precisa fazer configurações de acordo com a finalidade do uso para maximizar a qualidade da saída. E se eu quiser ver um filme que está em outro computador que não está ligado diretamente nesse conjunto? Pois é… a coisa vai complicando.

Agora que você já sabe da onde vão sair as informações, escolha quem vai captá-las e permitir que você controle-as de forma simplificada. Se você possui Sky HD vai descobrir que é possível utilizar o receptor HD deles como reprodutor de mídia, se você possui um vídeo game de última geração (XBOX360, PS3 ou Wii) você também poderá utilizá0-los como reprodutores de mídia. Vou me restringir ao que conheço, mas sugestões são aceitas!

Receptor Sky HD
Prós:

  • Permite selecionar a resolução de exibição.

Contras:

  • Qualidade inferior (por algum motivo não consegui reproduzir vídeos no receptor da Sky com a mesma qualidade que reproduzi no PS3).
  • Sem controle de tempo (você não pode avançar ou voltar o filme, somente pausar e continuar).
  • Não permite conexão sem fio.

Vídeo Game (PS3)
Prós:

  • Mesma qualidade obtida ao reproduzir direto do PC.
  • Controle de tempo através do controle do próprio video game.
  • Acesso através de rede sem fio.

Contras:

  • O controle de vídeo game não é o melhor controle para se controlar um filme.

Para reproduzir filmes de definição padrão (SD) tanto o receptor da Sky quanto o video game são ótimos candidatos, tendendo mais ao video game já que ainda não é possível avançar ou retroceder os filmes através do receptor da Sky.

Para a reprodução de filmes dem alta definição o vídeo game com certeza é a única saída pois o receptor da Sky não consegue reproduzir de forma fiel o vídeo sendo exibido, apesar de ficar melhor que a qualidade de um SD.

Por escolha pessoal, escolhi meu vídeo game para ser o media center, através dele eu jogo meus jogos e, quando quero, vejo meus filmes, estejam eles no meu PC ou em outro lugar dentro da rede. Isso garante um conforto maior na hora de desfrutar os seus equipamentos, só faltando um desses controles remoto universais pra acabar com o stress de ficar com 4 controles pra onde você vá =P

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: